O que é a reeducação alimentar? Como muda minha alimentação para sempre

Muitas pessoas tentam emagrecer, seguem direitinho uma dieta por alguns dias, conseguem o resultado desejado e quando param com ela, o peso volta a subir. Esse temido efeito sanfona acontece principalmente nas pessoas que restringem um grupo alimentar para emagrecer mais rapidamente.

Mas esse é o problema, esse tipo de restrição até parece dar certo, mas na verdade ele pode provocar um desequilíbrio no organismo e quando voltar a se alimentar normalmente tudo o que foi perdido é ganho novamente. Mas com a reeducação alimentar isso promete ser diferente.

Esse termo tem sido comentado nos últimos tempos como uma ótima alternativa para quem deseja emagrecer sem deixar de lado sua saúde e sem que o efeito sanfona apareça. Além do mais, é possível ficar livre de doenças já que há a ingestão de alimentos mais saudáveis ricos em nutrientes e vitaminas.

Desde crianças os pais ensinam o que deve ser consumido, mas nem sempre os alimentos saudáveis estão inseridos ou pelo menos não na quantidade desejada. Com isso, quando os anos passam e o organismo envelhece as doenças começam a aparecer como o colesterol, a hipertensão, o diabetes e o sobrepeso, por exemplo. Somente nesse momento é que percebemos o quanto que nos alimentamos mal e que chegou o momento de fazer a ingestão mais balanceada desses alimentos.

É nesse ponto que a reeducação alimentar pode modificar a vida para a melhor, pois ela vai exigir algumas mudanças nos hábitos, mas sem que haja a restrição de algo. O objetivo dessa reeducação não é fazer com que algum grupo alimentar seja restringido de vez da dieta e passar a comer somente verdura, fruta, legume e os alimentos light. Através dessa reeducação a pessoa irá comer de tudo, mas sem cometer exageros, somente de forma equilibrada.

Para que esse processo seja feito de forma correta o mais indicado é que um nutricionista acompanhe, pois tudo depende do organismo de cada pessoa. Esse profissional é que ajudar a fazer essa reeducação levando em consideração o estilo de vida que a pessoa possui e até alguma doença pré-existente que ela porventura possua.

Passo a passo para fazer a reeducação alimentar

A reeducação alimentar é uma forma saudável para ingerir todos os alimentos que consome todos os dias, mas de forma mais consciente e numa quantidade certa. Isso não quer dizer que a pessoa vai passar fome ou largar tudo o que mais gosta para poder emagrecer. O objetivo dessa reeducação é permitir que todos os alimentos sejam ingeridos independente de ser uma fruta, massa ou doce, por exemplo. Tudo é questão de equilíbrio. A seguir, listamos um passo a passo de como se reeducar sem grandes sacrifícios.

Ingestão de água

O primeiro passo para se reeducar na alimentação é ingerir 2 litros de água todos os dias. Fazer a hidratação do corpo com a água é de fundamental importância porque além dela não ter calorias ainda tem a capacidade de limpar o corpo das toxinas que nele estão presentes o que facilita a desintoxicação. O ideal é que essa quantidade varie entre 1,5 e 2 litros de água. Mas para quem sente muita dificuldade em beber essa quantidade de água todos os dias pode optar por espremer meio limão numa garrafa com água gelada ou um pedaço de gengibre e beber vários goles no decorrer do dia.

Outra possibilidade que existe é ingerir uma quantidade maior de líquidos como os chás, mas sem adicionar o açúcar. Nesse caso, os sucos industrializados, refrigerantes ou sucos naturais com o açúcar devem ser evitados, pois além fornecer energia extra deixam o organismo desidratado.

Comer a cada 3 horas

Isso é o ideal, pois permite que o nível de glicose presente no sangue fique estável e ao longo do dia a pessoa sente menos fome e aumenta sua concentração na escola ou trabalho. Para isso é preciso fazer uma café da manhã, lanchinho no meio da manhã, almoçar, lanchinho da tarde, jantar e uma ceia.

Para quem não consegue fazer todos os lanches uma ideia é ingerir menos alimentos no café da manhã e almoço. Caso tenha dificuldade para se alimentar no café da manhã uma opção é comer uma quantidade menor no jantar e na ceia.

Reeducação do paladar

Os alimentos somente poderão ser melhor escolhidos se o paladar for reeducado. Legumes cozidos, sopas e saladas passam a ter muito mais sabor quando os alimentos industrializados são descartados da alimentação. Isso acontece porque eles possuem uma grande quantidade de aromatizante e de intensificantes de sabor que praticamente neutralizam o sabor dos alimentos saudáveis.

Quem não gosta de certo alimento, mas reconhece sua importância para o organismo devido a quantidade de vitaminas que possui e uma quantidade muito baixa de calorias deve experimenta-lo varias vezes. Pegar alguns legumes e cozinha-los com uma folhinha de louro e até adicionar um alho esmagado nas sopas pode dar um sabor a mais e facilitar a adaptação.

Novas receitas podem e devem ser experimentadas, mas, claro, os integrais devem estar presentes, pois eles possuem a capacidade de regular o intestino. Deixar de comer frituras e fast food também é uma recomendação. Comer ao menos duas frutas no dia é uma ótima ideia e podem ser uma sobremesa muito saborosa. Para que todas essas mudanças possam ser implementadas no cotidiano uma saída é fazer uma mudança a cada semana para que se habitue e a adote para sempre.

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: