Perca 5k com a dieta mediterrânea

Existem diversos tipos de dietas que prometem fazer com que a pessoa tenha uma perda de peso muito rápida. No entanto, os especialistas recomendam que essas sejam esquecidas para que sejam adotadas as que fornecem os nutrientes que são essenciais para o organismo e que também promova o emagrecimento. É por esse motivo que muitos deles estão optando pela dieta mediterrânea.

Apesar dessa dieta não ser voltada especificamente para promover a perda de peso ela pode promover uma melhora na qualidade de vida de quem a segue. A consequência natural disso é o emagrecimento promovido a quem decide seguir esse estilo de alimentação.

Como é essa dieta?

A base da dieta mediterrânea são os hábitos que os povos que residem na costa do Mar Mediterrâneo possuem. Esses povos apresentam poucas doenças cardiovasculares, obesidade, câncer e outros males. Os dados são tão surpreendentes que acabou despertando o interesse do resto do mundo pelo estilo de vida que existe na região.

A composição do cardápio é feito por muitas frutas, verduras e legumes, cereais, oleaginosas, leguminosas, iogurte, queijo, vinho e azeite. Todos esses ingredientes são característicos e facilmente encontrados na costa do Mar. Entretanto, nas refeições diárias não estão presentes a carne vermelha, os produtos industrializados e a gordura de origem animal. Já o consumo de doce pode acontecer desde que em moderação.

Em muitos ingredientes há uma quantidade significativa de gordura como é o caso das oleaginosas, azeite, peixes e leguminosas. Mas essa gordura é de altíssima qualidade que é responsável por auxiliar no bom funcionamento do organismo.

No caso do vinho ele é importante, pois contem o resveratrol que é um antioxidante muito poderoso que tem a capacidade de auxiliar no combate dos radicais livres, melhorar a saúde do coração, promover o rejuvenescimento e acelerar a queimar de calorias. Seu consumo deve ser apenas de uma taça no dia na hora do almoço ou janta.

Além de um cardápio bem balanceado outra característica existente na dieta mediterrânea é que são incorporados exercícios físicos leves todos os dias e isso contribui para que os praticantes tenham uma boa saúde.

Benefícios da dieta mediterrânea

Essa é uma dieta que vai promover, na media, uma perda de 5 kg por mês tudo de forma natural. Além do mais, o coração fica mais saudável o que diminui as chances de um infarto. Outros benefícios que essa dieta promove são

  • Nível de colesterol fica reduzido
  • Previne obesidade e diabetes
  • O alto índice de antioxidantes deixa a pela mais bonita
  • Retarda o envelhecimento, em especial, do cérebro
  • Risco de câncer é reduzido

Como cumprir essa dieta

  • É importante que sejam feitas 5 refeições todos os dias que são o café da manhã, o brunch, almoço, lance e a janta. Em todas elas deve ter um equilíbrio e o consumo em pequenas quantidades.
  • Em hipótese alguma o café da manhã deve ser prescindido, pois ele é o básico para ter a energia necessária para começar o dia.
  • A manteiga deve ser trocada pelo azeite de oliva
  • O jantar deve ser feito com base nos legumes
  • O pão não pode ser excluído, pois se trata de uma fonte de fibras. Pode-se optar pelos que possuem grãos integrais sendo que o de aveia ou centeio são muito recomendados.
  • Especiarias como manjericão, orégano, salsa e alho são muito recomendados.
  • Doces são proibidos já o leite de vaca deve ser substituído pelo leite vegetal.
  • Uma taça de vinho pode ser bebida além de dois litros de água ao dia.

Sugestões de cardápio

A dieta mediterrânea pode fazer com que a pessoa perca 5 kg por mês quando é bem seguida. Para que não haja qualquer dúvida quanto ao que ingerir em que horário, elaboramos três sugestões de cardápio. É importante que a ingestão dos alimentos aconteça sempre no mesmo horário e que as frutas e verduras sejam frescas.

Caso sinta fome entre uma refeição e outra os frutos secos são ótimas opções de consumo como as nozes ou os pistaches. Já os sucos de frutas devem ser feitos na hora e frescos. Ingerir os alimentos tranquilamente e fazer uma caminhada de uma hora por dia são essenciais.

Cardápio 1

Café da manhã – uma torrada integral com mel e um copo de suco de laranja.

Brunch – somente uma maçã.

Almoço – uma salada de alface acrescida de meia romã e um pouco de limão. Um peito de frango preparado no forno com limão e uma infusão de chá verde.

Lanche – uvas.

Jantar – merluza ao forno, mexido de espinafre com alguns camarões, suco de maçã.

Cardápio 2

Café da manhã – uma taça com aveia acrescida de uma ameixa e duas nozes.

Brunch – iogurte desnatado.

Almoço – purê de abobrinha com pimenta e orégano, uma salada de massa com manjericão, tomates, azeite de oliva e azeitonas pretas.

Lanche – uma taça com geleia de maçã.

Jantar – uma infusão com camomila e cidreira, uma salada com alface e cenoura ralada e berinjelas ao forno.

Cardápio 3

Café da manhã – uma maçã e leite de aveia.

Brunch – uma torrada integral acrescida de especiarias e tomate natural.

Almoço – uma salada com alface e duas rodelas de laranja e uma porção de arroz integral com cogumelo.

Lanche – um suco de pêssego.

Jantar – uma saladinha de espinafre com alguns pedaços de abacaxi e peru. Uma porção de alcachofras fervidas com um fio de azeite de oliva e um toque de vinagre.

 

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: